Responsive Ad Slot

SEPN 516, BLOCO A, SALA 508
70770-521 - ASA NORTE - BRASÍLIA / DF
(61) 3347-6110 | sintec-df@sintec-df.org.br
Últimas Notícias

ABNT NBR

Manutenção

Notícias do MTPS

Energia Solar

Energia Elétrica

Vídeos



Mais vídeos

Inovação

EMPREGO

Trabalho

NORMAS

21 Anos SINTEC-DF atuando em favor dos Técnicos Industriais do Distrito Federal

Publicado quinta-feira, 19 de maio de 2016 Nenhum comentário

FILIAÇÃO SINTEC-DF

Publicado segunda-feira, 9 de maio de 2016 Nenhum comentário
O SINTEC-DF convida a você, profissional Técnico Industrial a se filiar!

Cartão de Ventagens aos Sindicalizados - Filiação

O SINTEC-DF é a Entidade que congrega, representa e defende a Categoria dos Técnicos Industriais. Através de sua Diretoria Executiva e Diretores Regionais em Todo o DF.

Precisamos da sua participação para ajudar nessa luta em defesa das nossas atribuições profissionais, defender que as empresas contratem quem efetivamente é Técnico legalmente habilitado para os cargos dos Técnicos, tanto nas empresas privadas quanto nas empresas públicas de forma direta ou através de mão de obra terceirizada.

No ano de 2015 obtivemos várias conquistas, e dentre elas o SINTEC-DF conseguiu que o Plenário do CREA-DF revogasse uma Decisão da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica que era prejudicial aos Técnicos em Eletrotécnica. Antes esses profissionais só poderiam fazer projetos com até 800KWA restrito à BAIXA TENSÃO. Com a ação do SINTEC-DF essa restrição foi retirada.

Temos lutado para aprovação de Piso Salarial nas Convenções Coletivas junto aos Sindicatos Patronais que seja compatível com a complexidade de atuação dos Profissionais Técnicos Industriais.

No ano de 2015 conseguimos também parceria com o cartão MasterClin. Todo associado do SINTEC-DF ao efetuar o pagamento de sua anuidade receberá o cartão com uma série de vantagens e descontos. Consulte a página www.cartaomasterclin.com.br.

Sendo Associado ao SINTEC-DF você poderá fazer adesão ao Plano de Saúde com preço de plano coletivo.

Ao se associar ao SINTEC-DF você nos ajuda na tarefa de defesa coletiva e tem muitas vantagens imediatas na forma de descontos em diversos tipos de consumo no seu dia a dia.

Colocamo-nos à disposição para os esclarecimentos que se fizerem necessários. Junte-se a nós, porque Juntos Somos Mais Fortes.


FILIAÇÃO - PROCEDIMENTO
  1. Preenchimento e retorno via e-mail de Ficha de Filiação em anexo com assinatura. 
  2. Após o retorno da Ficha de Filiação Preenchida iremos emitir um boleto referente à Taxa de Anuidade. A Anuidade será requerida com a frequência de uma vez ao ano. O valor referente à Taxa de Anuidade é de R$ 40,00 (quarenta reais).
  3. O Filiado terá acesso às informações, benefícios e vantagens oferecidos pelo sindicato, como o cartão de Vantagens MasterClin.

CONVENÇÃO COLETIVA SINTEC-DF/SEAC-DF REGISTRADO

Publicado quinta-feira, 5 de maio de 2016 Nenhum comentário





1o de maio - Dia do Trabalho

Publicado domingo, 1 de maio de 2016 Nenhum comentário
  • Decreto do Poder Legislativo no 4.859, de 26 de setembro de 1924; 
  • Lei no 7.466, de 23 de abril de 1986;
  • Lei no 10.607, de 19 de dezembro de 2002

1o de maio - Dia do Trabalho


Em primeiro de maio comemora-se o dia do trabalho. Especialmente nesse ano de 2016 o dia será marcado por manifestações em prol de reconhecimento e manutenção dos direitos do trabalhador. Em todo Brasil grupos de diferentes representações estarão reivindicando melhores salários e condições dignas de trabalho.

Alguns projetos de lei ameaçam os direitos do trabalhador

O principal embate travado entre o capital e o trabalho no Poder Legislativo foi a tentativa de “regulamentação” da terceirização consubstanciada no PL 4.330/04, do deputado Sandro Mabel (PMDB-GO), um dos principais articuladores dos interesses empresariais no Legislativo Federal.

Outra ameaça em tramitação na Câmara dos Deputados é a volta do debate do “negociado sobre o legislado” por meio PL 4.193/12, do deputado Irajá Abreu (PSD-TO). A proposição resgata a iniciativa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que não logrou êxito no Congresso Nacional graças à atuação combativa dos assalariados. O tema é polêmico e não agrada a classe trabalhadora.

A atuação articulada das entidades sindicais junto aos parlamentares foi fundamental para o posicionamento dos líderes das bancadas no congresso nacional. De acordo com o DIAP, muitos desses projetos de lei (PL) têm sido vendidos aos cidadãos como instrumentos o desenvolvimento, mas, na verdade, são um retrocesso político.

Veja a lista com os PL's em tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado Federal:
  1. Regulamentação da terceirização sem limite permitindo a precarização das relações de trabalho(PL 4302/1998 – Câmara, PLC 30/2015 – Senado, PLS 87/2010 – Senado)
  2. Redução da idade para início da atividade laboral de 16 para 14 anos(PEC 18/2011 – Câmara);
  3. Instituição do Acordo extrajudicial de trabalho permitindo a negociação direta entre empregado e empregador(PL 427/2015 – Câmara);
  4. Impedimento do empregado demitido de reclamar na Justiça do Trabalho(PL 948/2011 – Câmara e PL 7549/2014 – Câmara);
  5. Suspensão de contrato de trabalho(PL 1875/2015 – Câmara);
  6. Prevalência do negociado sobre o legislado nas relações trabalhistas(PL 4193/2012 – Câmara);
  7. Prevalência das Convenções Coletivas do Trabalho sobre as Instruções Normativas do Ministério do Trabalho(PL 7341/2014 – Câmara);
  8. Livre estimulação das relações trabalhistas entre trabalhador e empregador sem a participação do sindicato(PL 8294/2014 – Câmara);
  9. Regulamentação do trabalho intermitente por dia ou hora(PL 3785/2012 – Câmara);
  10. Estabelecimento do Código de Trabalho(PL 1463/2011 – Câmara);
  11. Redução da jornada com redução de salários(PL 5019/2009 – Câmara);
  12. Vedação da ultratividade das convenções ou acordos coletivos(PL 6411/2013 – Câmara);
  13. Criação de consórcio de empregadores urbanos para contratação de trabalhadores(PL 6906/2013 – Câmara);
  14. Regulamentação da emenda constitucional 81/2014, do trabalho escravo, com supressão da jornada exaustiva e trabalho degradante das penalidades previstas no Código Penal(PL 3842/2012 – Câmara, PL 5016/2005 – Câmara e PLS 432/2013 – Senado);
  15. Estabelecimento do Simples Trabalhista criando outra categoria de trabalhador com menos direitos(PL 450/2015 – Câmara);
  16. Extinção da multa de 10% por demissão sem justa causa(PLP 51/2007 – Câmara e PLS 550/2015 – Senado);
  17. Susta a Norma Regulamenta 12 sobre Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos(PDC 1408/2013 – Câmara e PDS 43/2015 – Senado);
  18. Execução trabalhista e aplicação do princípio da desconsideração da personalidade jurídica(PL 5140/2005 – Câmara);
  19. Deslocamento do empregado até o local de trabalho e o seu retorno não integra a jornada de trabalho(PL 2409/2011 – Câmara);
  20. Susta Norma Regulamentadora 15, do Ministério do Trabalho, que regula as atividades de trabalhadores sob céu aberto(PDC 1358/2013 – Câmara);
  21. Susta as Instruções Normativas 114/2014 e 18/2014, do Ministério do Trabalho, que disciplinam a fiscalização do trabalho temporário(PDC 1615/2014 – Câmara);
  22. Estabelecimento da jornada flexível de trabalho(PL 2820/2015 – Câmara e PL 726/2015 – Câmara);
  23. Estabelecimento do trabalho de curta duração(PL 3342/2015 – Câmara);
  24. Transferência da competência para julgar acidente de trabalho nas autarquias e empresas públicas para a Justiça Federal(PEC 127/2015 – Senado);
  25. Aplicação do Processo do Trabalho, de forma subsidiária, as regras do Código de Processo Civil(PL 3871/2015 – Câmara);
  26. Reforma da execução trabalhista(PL 3146/2015 – Câmara).

Consulte a Agenda Legislativa dos Trabalhadores 2015 (completa em PDF)
 
Download


CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA- ACORDO COLETIVO SINTEC-DF / SEAC-DF

Publicado segunda-feira, 25 de abril de 2016 Nenhum comentário

O Jovem no Trabalho

Publicado quinta-feira, 21 de abril de 2016 Nenhum comentário
O JC DEBATE explica quais são as dificuldades que os jovens vêm enfrentando para chegar ao mercado de trabalho atingido por uma economia em crise, com baixa geração de empregos e mesmo postos temporários, e desemprego em alta. Mesmo jovens que se qualificam como aprendizes ou estagiários têm que enfrentar um ambiente profissional nada receptivo. Como ultrapassar essa fase e manter-se no mercado de trabalho?

CONVIDADOS:
  1. LUIZ GONZAGA BERTELLI - presidente do CIEE 
  2. BETE ADAMI – assessora da Pró Reitoria de Graduação PUC-SP e professora de Recursos Humanos (RH) da Faculdade de Economia e Administração da mesma universidade.


Projeto de Conselho Profissional dos Técnicos Industriais e Agrícolas: MAIS UM PASSO IMPORTANTE

Publicado sexta-feira, 15 de abril de 2016 2 comentários

Projeto do Conselho Profissional dos Técnicos Industriais e Agrícolas é encaminhado ao Congresso Nacional


No dia 13 de abril de 2016, os representantes da FENTEC – Federação Nacional dos Técnicos Industriais e da ATABRASIL – Associação dos Técnicos Agrícolas do Brasil estiveram reunidos com o Exmo. Sr. Ministro do Trabalho e Previdência Social Miguel Rossetto, acompanhados dos deputados federais Marco Maia (PT-RS) e Paulão (PT-AL), que não medem esforços para que a categoria tenha a representatividade que merece diante da sociedade.

Durante o encontro, foi apresentado pelo ministro Miguel Rossetto o projeto da criação do Conselho Profissional dos Técnicos Industriais e Agrícolas, o qual foi encaminhado ao Congresso Nacional pela presidente Dilma Rousseff e publicado no Diário Oficial da União em 14 de abril de 2016.

A FENTEC agradece aos mais de 1,5 milhão de técnicos representados no país, que há décadas lutam por valorização, respeito e liberdade no exercício de suas atribuições profissionais. Com o PRONATEC – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego e a constituição do conselho próprio, será concluído um ciclo de política social voltado para o ensino técnico e para a segurança de toda a sociedade brasileira.


Saiba mais (Portal Brasil)
Saiba mais (Portal MTPS)
Diário Oficial da União - Seção 1 Edição nr 71 de 14/04/2016 Pág. 7
DESPACHOS DA PRESIDENTA DA REPÚBLICA MENSAGEM Nº 141, de 13 de abril de 2016. Encaminhamento ao Congresso Nacional do texto do projeto de lei que "Cria o Conselho Federal dos Técnicos Industriais e Agrícolas e os Conselhos Regionais dos Técnicos Industriais e Agrícolas".

PROJETO DE LEI Nº 1.846, DE 1999
Dispõe sobre a criação do Conselho Federal e dos Conselhos Regionais de Técnicos Industriais. Proposicao 17295

PL 1846/1999
Autor: Senado Federal - Ernandes Amorim - PPB/RO
Data da apresentação: 28/10/1999
Ementa: Autoriza a criação do Conselho Federal e dos Conselhos Regionais dos Técnicos Industriais.
Situação: Pronta para Pauta na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)
Documento/Proposição de Origem: PLS 493/1999

Número de mulheres empreendedoras cresce 16% em dez anos

Publicado terça-feira, 8 de março de 2016 Nenhum comentário

Elas representam 31% do total de empreendedores no Brasil. SENAI e SESI têm papel importante na formação técnica e desenvolvimento de inovação nas empresas



O Brasil possui mais de 7,3 milhões de mulheres empreendedoras. Isso representa 31,1% do total de 23,5 milhões de empreendedores que empregam no país, segundo dados de um estudo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), divulgado em 2015.

Entre 2003 e 2013, a quantidade de donas de negócios subiu 16% no país. A busca por qualificação técnica por parte da mulheres segue o mesmo caminho. Se, em 2005, elas eram responsáveis por 20% das matrículas em cursos técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), em 2015, eram 33%. Áreas antes dominadas pelos homens contam com presença cada vez maior delas. As mulheres já são maioria em cursos dos setores de têxtil e vestuário, alimentos e bebidas e couro e calçados.

Leia o artigo completo no Portal da Indústria

8 de março - Dia Internacional da Mulher

Publicado Nenhum comentário
Júnia de Cássia Braga é um exemplo de mulher que optou por um curso técnico na área industrial

As mulheres são maioria nos cursos técnicos de nível médio. De acordo com dados do Censo da Educação Básica 2013 (o mais recente disponível), elas são 764.911 entre os 1.441.051 alunos dos cursos de formação profissional realizados em conjunto ou depois do ensino médio, o que representa 53,1% do total. De 2009 a 2013, houve aumento de 60% no número de matrículas entre mulheres. Nesse mesmo período, a expansão entre os homens foi de 50%. A análise, elaborada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), revela ainda que os aumentos mais expressivos foram registrados em cursos ligados à atividade industrial, que formam para profissões tipicamente ocupadas por homens.

“Esse aumento é reflexo da maior escolarização das mulheres que o Brasil vem registrando desde a última década. Em maior número no ensino médio, é natural que muitas delas tenham optado pelo ensino técnico como forma de se qualificar para o mercado de trabalho e construir uma carreira”, afirma o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi.

E o SINTEC-DF quer saber quem são as mulheres que atuam no Distrito Federal. Deixe seu recado nos comentários logo abaixo e ajude a fortalecer nossa categoria.

Corrida dos Técnicos Industriais do DF

Publicado quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016 Nenhum comentário
Corrida dos Técnicos Industriais do DF


O Parque da Cidade, maior parque público da América Latina, é o preferido dos brasilienses para o lazer e a prática esportiva

Com a realização do evento, a entidade incentiva a prática de exercícios, fundamental para a saúde e para o bem-estar físico e metal dos técnicos industriais e de toda a comunidade.

No dia 28 de fevereiro próximo, o SINTEC-DF realizará a primeira corrida dos técnicos industriais do DF. A intenção é promover a saúde e valorizar a categoria profissional através da prática desportiva. A escolha da corrida de rua se justifica por ser o esporte mais democrático de todos.

Vista uma camiseta branca e venha se divertir...

Serviço:
O quê: Corrida dos Técnicos Industriais do DF
Quando: 28 de fevereiro de 2016 - Domingo
Onde: Estacionamento 11 do Parque da Cidade - Brasília / DF
Horário: Largada às 7h

ONU reabre inscrições para curso técnico gratuito em energias renováveis

Publicado sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 3 comentários

O curso online foi desenvolvido pelo Observatório de Energias Renováveis para a América Latina e Caribe, da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), visando a promover a formação de profissionais na área de energias sustentáveis.



Foto: Wikicommons/Jürgen (CC)
A formação permite que os alunos sejam capazes de
desenvolver projetos de energia renovável.

A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), por meio do Observatório de Energias Renováveis para América Latina e Caribe, oferece vagas no programa de capacitação técnica sobre Energias Renováveis. O curso é aberto, online e gratuito, e fornece certificado digital para os participantes aprovados. Mais de 40.000 usuários de 133 países já participaram do curso, que está com as inscrições reabertas.

Após realizar a formação completa, os alunos serão capazes de desenvolver projetos de energia renovável. Os módulos podem ser feitos em português, inglês e espanhol e abordam os seguintes temas: Energia e Mudanças Climáticas; Energia Mini-Eólica; Biogás; Energia Mini-Hidrelétrica; Energia Solar Térmica; Energia Solar Fotovoltaica; Eficiência Energética em Edifícios.

Todos os tópicos fornecem uma revisão técnica sobre os diferentes temas e tecnologias, assim como suas aplicações e visão regional, incluindo a análise de exemplos práticos. Os cursos utilizam didática inovadora e participativa e tem foco na América Latina e Caribe.

Com a capacitação, a ONUDI tem o objetivo de promover informação relacionada às energias limpas e oferecer conhecimentos atualizados sobre tecnologias energéticas aos profissionais e gestores de políticas. Os cursos foram elaborados por instituições mundialmente renomadas no setor de energias renováveis e eficiência energética e é homologado pela ONUDI, Universidade de Salamanca, Universidade Politécnica de Madri, Centro CIEMAT e pela Fundação CEDDET.

Faça sua inscrição aqui.

Veja o vídeo de apresentação:

RECESSO

Publicado quinta-feira, 17 de dezembro de 2015 Nenhum comentário
Nós, do SINTEC-DF – Sindicato dos Técnicos Industriais de Nível Médio do Distrito Federal, comunicamos a todos os nossos diretores, associados e amigos que entraremos em período de recesso a partir do dia 24 de dezembro de 2015, retornando às nossas atividades normais em 4 de janeiro de 2016. Contamos com a sua compreensão e, desde já, desejamos-lhe um excelente Natal e um Ano Novo repleto de felicidades e realizações.


Não deixe de ver!