Responsive Ad Slot

Contato: (61) 98132-6718
sintecdf @ gmail . com
Últimas Notícias

Fentec BrasilTV

Publicado quarta-feira, 30 de setembro de 2015

quarta-feira, 30 de setembro de 2015


Há praticamente dois anos no ar, FENTEC BRASIL TV amplia seu alcance para quase 60 cidades paulistas e 12 capitais. Para ler a matéria na íntegra, clique AQUI

SRTE/DF atende em novo endereço

Publicado quarta-feira, 23 de setembro de 2015

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Novo local de atendimento será no Setor Comercial Sul


Brasília, 22/09/2014 – A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Distrito Federal (SRTE/DF) comunica que sua unidade sede localizada na W3 Norte, Quadra 509, fechou para reforma e a partir da próxima segunda-feira (29), o atendimento será feito no 1º andar do Edifício Venâncio 2000 – Bloco B-50 – SCS Sul Quadra 8 ao lado do Pátio Brasil.

A mudança, por tempo indeterminado, tem como objetivo melhorar a qualidade do atendimento prestado à população.

Ressaltamos que, durante esta semana, enquanto a instituição se instala no novo endereço os trabalhadores podem recorrer à Gerência Regional do Trabalho e Emprego em Taguatinga, às Agências Regionais do Trabalho e Emprego no DF ou as unidades do Sistema Nacional de Emprego (SINE) espalhadas em todo o DF, conforme lista abaixo:

Gerência

Gerência Regional do Trabalho e Emprego em Taguatinga-DF
Endereço: C7 Lote 5 - Ed. Viviane Taguatinga Centro-DF
Telefone: (61) 3561-6295/6296/6298/6294/6293


Agências

Agência Regional em Brazlândia
Endereço: Área Especial nº 04 Quadra 10 Lote 04
Tel.: (61) 3391-5971/3391/7272

Agência Regional em Ceilândia
Endereço: QNM 20 Conj. C Lote 46 Loja 01 – Ceilândia
Tel.: (61) 3371-9990

Agência Regional em Formosa - GO
Endereço: Rua Herculano Lobo nº 196 – Formosa – DF
Tel.: (61)3432-1013 / 3631/1951

Agência Regional no Gama
Endereço: Lote 18 Praça nº 02 – Setor Central – Gama – DF
Tel.: (61) 3385-3732

Agência Regional no Guará
Endereço: QI 02 Conjunto “N” – Guará I
Tel.: (61)3382-2583

Agência Regional em Luziânia
Endereço: Rua 2 Qd. 2 lote nº 3 Setor Viegas, Luziânia – GO
Tel.: (61)3621-2380

Agência Regional em Niquelândia
Endereço: Praça do Niquel Qd 04 Lote 01 Setor Bela Vista, Niquelândia – GO
Tel.: (62)3354.4670

Agência Regional no Núcleo Bandeirante
Endereço: Av. Contorno Área Esp. nº 08 Lt C Term. Rodoviário, N. Bandeirante–DF
Tel.: (61)3552-5344

Agência Regional do Trabalho e Emprego em Planaltina
Endereço: Qd. 35 lote 10 loja 03 Setor Tradicional
Tel.: (61)3388-0261
Agência Regional em Posse
Endereço: Rua Alvorada, nº 503 Loja C, Centro – Posse – GO
Tel.: (62)3481-1880

Agência Regional em Samambaia-DF
Endereço: QR. 302 Área Urbana 01 - Fórum de Samambaia
Tel.: (61)3457-1094/3358/7434

Agência Regional em Sobradinho
Endereço: Quadra 08 Área Reservada nº 01 – Sobradinho – DF
Tel.: (61)3387-8542

Para saber a localização dos postos do SINE clique em http://portal.mte.gov.br/sine/postos-do-sine/uf/df.htm

Assessoria de Imprensa/MTE
(61) 2031-6537/2430 – acs@mte.gov.br
Com informações da SRTE/DF

Indústria busca apoio da sociedade contra corte do orçamento do Sistema S

Publicado



A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) lançou no dia 21 um abaixo-assinado convidando a sociedade a se mobilizar contra o corte de 30% no orçamento do Sistema S, conforme medidas anunciadas pela equipe econômica no último dia 14. Mais de 7 mil assinaturas já foram recolhidas, em função da repercussão da iniciativa nas redes sociais.

O abaixo-assinado está sendo compartilhado com as demais federações das indústrias e será entregue ao governo federal, “como forma de pressão, para demonstrar o quanto essas medidas mexem não só com os empregados do Sesi, Senai, Sesc, Senac, mas com toda a população, com o povo brasileiro”, disse àAgência Brasil a diretora de Educação do Sistema Firjan, Andréa Marinho. “Porque são estruturas que sustentaram a Revolução Industrial e vêm sustentando todas as revoluções econômicas, de desenvolvimento, desse país”, acrescentou Andréa.

Segundo Andréa, as consequências da apropriação de 30% do recurso compulsório do Sistema S serão “danosas”, pois se somariam ao contingenciamento do orçamento, provocado pela crise econômica, que determinou queda de 16% nas receitas no próximo ano. “Já temos, em nosso planejamento, um efeito importante. E, quando falamos nesses 30% e também na questão da Lei do Bem, estamos falando em reduzir 50% da nossa oferta hoje”. Ela disse que as consequências do corte vão muito além dos cerca de 200 mil alunos que deixarão de ser atendidos nos cursos profissionalizantes.

Andréa destacou que a medida terá impacto grande na economia e na dinâmica social do país. Ela lembrou que o Sistema S trabalha com jovens que, muitas vezes, saem de uma situação de risco social com a oportunidade de formação que recebem e passam a contribuir para a economia do estado, a gerar renda, com impacto direto em suas famílias. "É um círculo virtuoso que se interrompe: esses jovens não estarão na escola, não estarão no mercado. Estarão onde?”, indagou Andréa. Ela teme que o corte de recursos anunciado pela equipe econômica gere crise social no médio prazo.

Sobre o Sesi Rio, Andréa disse que o corte implicará a suspensão de 320 mil exames e consultas médicas e odontológicas de baixo custo, além de afetar a oferta de cursos profissionalizantes nas 40 comunidades pacificadas nas quais o programa Sesi Cidadania atua. Isso significará privar a população de baixa renda de um atendimento de qualidade que o Sesi oferece, ressaltou. "Já estamos privando a sociedade de um direito social adquirido há 70 anos e que faz diferença na vida das pessoas.”

A diretora de Educação do Sistema Firjan lembrou ainda que muitas empresas que recorrem a esses serviços para qualificar seus funcionários serão prejudicadas e disse que, na crise de apagão da mão de obra pela qual o Brasil passou há alguns anos, quando o país retomou o crescimento e não tinha pessoal qualificado, a indústria ampliou suas redes de atendimento e o número de laboratórios, formou professores. “E agora, uma medida dessas desmonta uma estrutura que foi construída com muito investimento, exatamente para suportar o desenvolvimento do país”, afirmou.

Andréa destacou a necessidade de a indústria contar com pessoal para e fortalecer. ”Como uma indústria pode se tornar competitiva no cenário global e incorporar novas tecnologias o tempo inteiro, sem pessoal qualificado?” De acordo com Andréa, não é hora de reduzir as chances de competitividade do país. “Ao conário. Tem que investir na formação de pessoas mais talentosas, mais criativas, com maior capacidade de inovação e produtividade, para que elas ajudem as empresas a reagir, a produzir e a voltar a fazer a máquina girar em uma velocidade que ajude a tirar o país dessa situação.”

Mais de 2,3 mil indústrias usam o Senai para qualificar e profissionalizar seus trabalhadores. Este ano, apesar da crise, o índice de alunos empregados nos cursos atinge 60%. No estado do Rio de Janeiro, o Sesi e o Senai têm 160 unidades fixas e móveis.

Fonte: Agência Brasil - EBC

Dia Nacional dos Profissionais de Nível Técnico

Publicado
No dia 23 de setembro, é comemorado o Dia Nacional dos Profissionais de Nível Técnico, também conhecido como Técnico Industrial. A data foi oficializada com a criação da lei n.º 11.940, de 19 de maio de 2009, que escolheu o dia como referência à assinatura do decreto de criação de 19 escolas de Aprendizes Artífices, pelo então presidente Nilo Peçanha, em 23 de setembro de 1909.

Essa data festiva tem por fim marcar a data da criação da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica para os brasileiros, que foi instituída no Brasil pelo Decreto Nº 7.566 de 23 de setembro de 1909.

A partir da criação dessa Rede, então composta por 19 escolas de aprendizes e artífices, surgiram as escolas técnicas e agrotécnicas federais e os Cefets [Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica] espalhados por todo o Brasil.

23 de setembro - Dia Nacional dos Técnicos Industriais de Nível Médio

O Técnico Industrial é o profissional que possui formação escolar, obtida por meio da conclusão de curso regular e válido para o exercício da profissão e, diplomação por escola oficial autorizada ou reconhecida, de nível médio, regularmente constituída nos termos da lei nº 4.024, de 20 dezembro de 1961.

Mas afinal, o que o Técnico Industrial faz? Quem explica é o reitor do Instituto Federal de Brasília (IFB), Wilson Conciani. “Por exemplo podemos pensar: quem instala o caixa eletrônica, quem conserta esta equipamento? Quem lidera os operários nas obras civis e rodoviárias? Estas e muitas outras atividades são conduzidas pelos Técnicos industriais que fazem este país”.

O profissional de Nível Técnico é essencial para o desenvolvimento de uma nação. “O técnico industrial de nível médio é quem, de fato, faz as coisas acontecerem. Nenhum país pode crescer e ser soberano sem estes profissionais. Países como a Alemanha buscam ofertar esta formação para 50 % da população por que veem neste profissionais fator decisivo para manter a liderança na indústria e na inovação. Por isso o Brasil também decidiu aumentar as Escolas de formação de técnicos principalmente os Institutos Federais”, destaca Conciani.

A data de hoje também marca o aniversário de 105 anos da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. O SINTEC-DF parabeniza a todos os estudantes, egressos e profissionais que ajudam a construir o Brasil.

O Dia Estadual do Técnico Industrial é comemorado em 23 de setembro de cada ano nos Estados brasileiros de:
  • Alagoas [Lei Nº 6.439 de 30 de dezembro de 2003];
  • Espírito Santo [Lei Nº 4.954 de 21 de julho de 1994];
  • Goiás [Lei Nº 11.931 de 6 de abril de 1993];
  • Minas Gerais [Lei Nº 11.411 de 7 de abril de 1994];
  • Piauí [Lei Nº 4.889 de 20 de dezembro de 1996];
  • Rio de Janeiro [Lei Nº 2.286 de 7 de julho de 1994 e Lei Nº 5.645 de 6 de janeiro de 2010];
  • Rio Grande do Sul [Lei Nº 11.371 de 22 de setembro de 1999];
  • São Paulo [Lei Nº 7.803 de 23 de abril de 1992].

Fontes:

Salário mínimo deveria ser de R$ 3.258, diz Dieese

Publicado domingo, 6 de setembro de 2015

domingo, 6 de setembro de 2015

Marcos Santos/USP Imagens


São Paulo - O salário mínimo no Brasil deveria ser de R$ 3.258,16, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

É este o valor necessário "para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência", segundo a instituição.

Os R$ 3.258 representam mais de 4 vezes o valor do mínimo atual, de R$ 788. A partir do início do ano que vem, o mínimo passa para R$ 865,50, uma alta de 9,8%.


Pela lei atual, o salário mínimo no Brasil é reajustado pela soma da variação do INPC (inflação para população de baixa renda) no ano anterior, acrescido da taxa de crescimento real do PIB dois anos antes.

O cálculo da Dieese é feito com base no valor da cesta básica mais cara, atualmente a de Porto Alegre. A última pesquisa do Dieese mostrou diminuição do valor da cesta básica em 15 das 18 cidades pesquisadas.

Veja o valor do salário mínimo da Dieese nos últimos meses:

Nominal Necessário
Agosto R$ 788 R$ 3.258,16
Julho R$ 788 R$ 3.325,37
Junho R$ 788 R$ 3.299,66
Maio R$ 788 R$ 3.377,62
Abril R$ 788 R$ 3.251,61
Março R$ 788 R$ 3.186,92
Fevereiro R$ 788 R$ 3.182,81
Janeiro R$ 788 R$ 3.118,62

E o valor do salário mínimo da Dieese em agosto e do salário mínimo oficial nos meses de agosto nos últimos 20 anos:

Nominal Necessário
Agosto de 1994 R$ 64,79 R$ 645,53
Agosto de 1995 R$ 100 R$ 723,65
Agosto de 1996 R$ 112 R$ 817,08
Agosto de 1997 R$ 120 R$ 768,36
Agosto de 1998 R$ 130 R$ 852,11
Agosto de 1999 R$ 136 R$ 892,44
Agosto de 2000 R$ 151 R$ 936,01
Agosto de 2001 R$ 180 R$ 1.070,46
Agosto de 2002 R$ 200 R$ 1.168,92
Agosto de 2003 R$ 240 R$ 1.359,03
Agosto de 2004 R$ 260 R$ 1.596,11
Agosto de 2005 R$ 300 R$ 1.471,18
Agosto de 2006 R$ 350 R$ 1.442,62
Agosto de 2007 R$ 380 R$ 1.733,88
Agosto de 2008 R$ 415 R$ 2.025,99
Agosto de 2009 R$ 465 R$ 2.005,07
Agosto de 2010 R$ 510 R$ 2.023,89
Agosto de 2011 R$ 545 R$ 2.278,77
Agosto de 2012 R$ 622 R$ 2.589,78
Agosto de 2013 R$ 678 R$ 2.685,47
Agosto de 2014 R$ 724 R$ 2.861,55
Agosto de 2015 R$ 788 R$ 3.258,16

» Saiba mais em : http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

» Leia mais: Mínimo terá reajuste real de 0,15% em 2016, vai para R$ 865

Fonte: Exame

I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DAS ENTIDADES DE TÉCNICOS INDUSTRIAIS

Publicado quarta-feira, 2 de setembro de 2015

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

“Consolidação das Estratégias de Representação e Atuação dos Técnicos Industriais”

I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DAS ENTIDADES DE TÉCNICOS INDUSTRIAIS


De 02 a 04 de setembro de 2015
HOTEL EXCELSIOR
Avenida Ipiranga, 770
Sala Rino Levi – 23º Andar
Centro – São Paulo - SP


OBJETIVO

Discutir estratégias de atuação da categoria de Técnicos Industriais, a fim de informar e capacitar os dirigentes sindicais sobre a importância do planejamento para alcance dos objetivos e missões das entidades sindicais.

MISSÃO

Capacitar o dirigente sindical, para obtenção do entendimento e conhecimento necessário da legislação para regularizar seu sindicato, e finalmente exercer suas prerrogativas constitucionais.

02 DE SETEMBRO - Chegada a São Paulo

12h00 – Check-in no Hotel Marabá

14h00 – Credenciamento – Hotel Excelsior

15h00 – Abertura Oficial
Composição da Mesa Solene
Execução do Hino Nacional
Breve Pronunciamento das Autoridades

16h00 – Palestra Magna: “Negociação Coletiva: da Legalidade à Prática”
Dr. Roberto Freitas Pessoa, desembargador, advogado e ex-presidente do TRT 5ª Região – Tribunal Regional do Trabalho

17h00 – Palestra: “Integração dos Sindicatos e a Sociedade”

Dra. Noêmia Aparecida Garcia Porto, Juíza e Diretora de cidadania e Direitos Humanos da ANAMATRA – Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho

18h00 – Encerramento dos Trabalhos do Dia

03 DE SETEMBRO

09h00 – Palestra: “Conjuntura do Movimento Sindical e Mapeamento Sindical”
Dra. Zilmara David de Alencar, advogada, consultora jurídica e integrante da Comissão de Direito Sindical da Seccional do Distrito Federal da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil

10h30 – Apresentação de Vídeo

12h00 – Almoço

13h30 – Palestra: “Conjuntura Política Sindical”
André Luis dos Santos, assessor parlamentar do DIAP – Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar

15h00 – Coffee Break

15h30 – Palestra: “O Papel do MTE na Democratização das Relações de Trabalho na Visão Individual e Coletiva”
André Grandizoli, auditor fiscal do MTE – Ministério do Trabalho e Emprego

17h00 – Encerramento dos Trabalhos do Dia


04 DE SETEMBRO

09h00 – Palestra: “Mecanismos Modernos de Comunicação”
Altamiro Borges, jornalista, Blogueiro e Presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa de Barão de Itararé

10h30 – Palestra: “Ações e Visões do MPT junto ao Movimento Sindical, Código de Ética e Estatuto Democrático”
Dr. Francisco Gérson Marques de Lima, procurador regional do MPT – Ministério Público do Trabalho

12h00 – Encerramento

13h00 – Almoço

17h00 – Solenidade de Posse da Nova Diretoria da FENTEC 2015/2019


Contando com a participação de todos, agradecemos antecipadamente.

cid:image002.jpg@01D06258.F5BD4390 
     Wilson Wanderlei Vieira
               Presidente

Saiba mais sobre a abertura do evento
Não deixe de ver!