Responsive Ad Slot

SCS Quadra 3, Bloco A, Entrada A/B, Lote 40
70303-901 - Edifício Planalto, Sala 106
(61) 3347-6110
Últimas Notícias

Para sindicalistas, Brasil vivencia uma ditadura disfarçada

sábado, 18 de fevereiro de 2017

O controle das organizações governamentais, do Congresso Nacional, da Justiça e o apoio conivente da mídia, fazem com que o Brasil esteja vivendo um período de ditadura velada. A avaliação é de sindicalistas que participaram do Congresso Extraordinário dos Vigilantes realizado neste sábado, em Brasília. Eles também afirmam que o golpe ainda está em andamento.

O deputado Chico Vigilante avalia que a maioria da população já percebe que aconteceu um golpe parlamentar-midiático no país. Na visão do parlamentar, o Brasil vive uma ditadura devido o controle do Congresso Nacional e do STF pelos partidos golpistas.

“As pessoas não percebem que estão em uma ditadura”, afirma.

Chico Vigilante ressalva que, no período militar, o país contava com uma justiça que possibilitava o embate, fato que atualmente não ocorre.

O ex-ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, afirma que o momento atual é muito difícil e que o golpe aplicado no Brasil tem objetivo claro de privilegiar os mais ricos em detrimento das conquistas sociais.

Berzoini esclarece que, no caso da Reforma da Previdência proposta pelo governo golpista, a intenção é fazer com que grande parcela da população migre para planos de previdência bancária dos bancos

O ex-ministro estima que anualmente cerca de R$ 70 bilhões possam migrar da previdência social para a privada. “A previdência gera uma proteção social. A reforma tem um traço de exclusão social”, avalia.

O diretor da Federação dos Bancários do Centro Oeste, Jacy Afonso, defende que as conquistas obtidas pelos governos de esquerda na América Latina correm o risco de desaparecerem. “A luta não é apenas no Brasil”, afirma.

Ele relata que o processo de retirada dos direitos trabalhistas está em pleno andamento no Senado e na Câmara dos Deputados. “A cada dia acontece um pequeno golpe nas comissões do Congresso”.

Todos concordam que o momento é de mobilização para buscar manter os direitos sociais conquistados durante os governos do PT. Necessário, também, buscar o corpo a corpo com os trabalhadores com o objetivo de conscientização a respeito das perdas sociais que o governo golpista quer implementar no Brasil.

Fonte: Ceilândia em Alerta
Não deixe de ver!